Bradesco

  • 10/09/2018

    Bradesco descumpre Lei da Fila em Curitiba

    Sindicato orienta população a denunciar ao Procon-PR, órgão responsável pela fiscalização.
    O Sindicato dos Bancários e Financiários de Curitiba e região esteve hoje, 10 de setembro, em três agências do Bradesco, na região central de Curitiba: Palácio Avenida, Monsenhor Celso e Curitiba Centro. A entidade está visitando agências bancárias para orientar clientes e usuários sobre seus direitos, sobretudo com relação à Lei da Fila (Lei Municipal n. 10.283/2001), e, em caso de descumprimento, a realizar denúncia junto ao Procon-PR.

    Confira aqui a íntegra da Lei da Fila.

    Conforme a legislação, as agências bancárias são obrigadas a colocar à disposição dos usuários pessoal suficiente, no setor de caixas, para que o atendimento seja efetivado em tempo razoável, sendo até 20 minutos em dias normais e até 30 minutos em vésperas ou após feriados prolongados ou nos dias de pagamentos dos funcionários públicos municipais, estaduais e federais. Há muito tempo, o Sindicato vem verificando que o Bradesco não cumpre tal lei, deixando clientes em fila de espera que duram até 1h30 ou mesmo 2 horas. 

    "Nas agências que visitamos, constatamos um grande número de pessoas aguardando atendimento por longos períodos e em locais sem condições adequadas, como, por exemplo, com ar condicionado desligado ou banheiros interditados. Isso sem contar a discriminação no atendimento, de usuários comuns, prioritários por lei e clientes prime e exclusive, que agrava ainda mais o problema", relata Cristiane Zacarias, dirigente sindical e representantes dos trabalhadores na mesa de negociações com o Bradesco.

    "Se para a população as condições são inadequadas, para os bancários é ainda pior: a sobrecarga de trabalho é extenuante, estrutura e ergonomia nem sempre são adequados e a pressão para realizar o atendimento e cumprir as metas estabelecidas é constante", acrescenta a dirigente. Apesar da constatação, o Bradesco já informou ao Sindicato que cumpre a lei e, durante as visitas, solicitou que os dirigentes sindicais se retirassem das agências. "Ao que parece, é contra os normas do Bradesco esclarecermos aos clientes que o banco efetivamente descumpre a lei!", finaliza Cristiane.

    Se seu direito está sendo desrespeitado, denuncie!
    O Procon-PR orienta que todos os clientes que não estejam tendo seus direitos respeitados denunciem. Basta solicitar ao caixa o comprovante de espera em fila e entrar em contato com o órgão de 
    Defesa do Consumidor. É possível realizar a denúncia de várias formas:

    - Pelo telefone, no número 0800-41-1512;

    - Pela internet, em www.consumidor.gov.br;

    - Pelo e-mail, em comprovanteprocon@procon.pr.gov.br (envie a foto do comprovante de espera em fila, suas informações pessoais e o relato dos fatos);

    - Pelo app Agora é Lei no Paraná, disponível na App Store ou Google Play. 

    Atualizado no dia 11/09/2018, às 11h00. 
    SEEB Curitiba