Geral

  • 07/06/2018

    CNB 2018: Coletivo Jurídico debate impacto da Reforma Trabalhista

    Pauta contou com temas como a ultratividade, manutenção de direitos e integralidade da CCT.


    Foto: Contraf-CUT

    O Coletivo Jurídico Nacional da Contraf-CUT realizou sua sexta reunião, nesta quarta-feira, 06 de junho, na sede do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região, para discutir os impactos da Reforma Trabalhista na Campanha Nacional dos Bancários 2018.

    Os mais de 50 presentes, entre diretores, secretários jurídicos e assessorias jurídicas de mais de 25 entidades, debateram temas como a questão da ultratividade, manutenção de direitos, integralidade da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e fontes de financiamentos das entidades sindicais, entre outros.

    Mauri Sérgio Martins de Souza, secretário de Assuntos Jurídicos da Contraf-CUT, enalteceu a importância da análise da atual conjuntura política jurídica diante de um governo que impõe tantos retrocessos à classe trabalhadora. “É de fundamental importância que todos os Sindicatos e Federações se aprofundem no tema para definir a estratégia de enfrentamento para as questões que certamente virão na Campanha Nacional 2018. ”

    Gustavo Tabatinga Jr, secretário-geral da Contraf-CUT, acrescenta: “É de fundamental importância a grande presença das entidades e seus assessores para podermos agir de forma uníssona na luta pela garantia dos nossos direitos historicamente conquistados, diante dos graves ataques aos trabalhadores”.

    Contraf-CUT