Geral

  • 17/07/2018

    Julho das Pretas terá programação de luta em Curitiba

    Exposição fotográfica no Espaço Cultural e Esportivo integra movimento.


    Foto: Gibran Mendes/CUT-PR

    A idealização de colocar uma programação específica para o mês de julho teve início em 2017, porém as atividades que remetem ao Dia da Mulher Negra Latina Americana e Caribenha, 25 de julho, já acontecem há anos. O mote para 2018 é “Direitos importam! Negras no poder!” e o objetivo é promover as lutas por mais direitos e contra os retrocessos os quais estamos vivenciando durante os últimos tempos. E mostrar toda a visibilidade das mulheres negras, que continuarão no poder mesmo quando tentam nos calar, como fizeram com Marielle Franco.

    Dia 25 de julho se celebra no Brasil o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra. A data foi instituída através da Lei nº 12.987/2014, que entrou em vigor no dia 02 de junho de 2013. A inspiração vem do Dia da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha, marco internacional da luta e da resistência da mulher negra, criado em 25 de julho de 1992, durante o 1º Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-Caribenhas, na República Dominicana.

    Tereza de Benguela representa todas as mulheres negras na homenagem que lhe foi prestada através da Lei que institui o 25 de julho no Brasil. Nascida no século XVIII, ela chefiou o Quilombo do Piolho ou Quariterê, nos arredores de Vila Bela da Santíssima Trindade, no Estado do Mato Grosso. Sob seu comando, a comunidade cresceu militar e economicamente, incomodando o governo escravista. Após ataques das autoridades ao local, Benguela foi presa, vindo a suicidar-se após se recusar a viver sob regime de escravidão. 
    Sua luta nos inspira para que sigamos atuando na busca por consolidação e visibilidade desta data, tendo em conta a condição de opressão de gênero, racial e étnica em que ainda vivem as mulheres negras.

    A data também é celebrada com o objetivo de ampliar e fortalecer organizações de mulheres negras, construir estratégias para a inserção de temáticas voltadas para o enfrentamento ao racismo, sexismo, discriminação, preconceito e demais formas de opressão, bem como fazemos exigência de ampliação de direitos, democratização de espaços de poder e decisão na sociedade, promoção, valorização e debate sobre a identidade da mulher negra brasileira.

    Confira a programação e participe!

    21/07: Palestras e lançamentos de livros
    “Ayo”, de Vera Paixão
    “Com Ela”, de Ingrid M. Alves
    Local: Livraria Vertov (Rua Visconde do Rio Branco, 835, Sala 02, Mercês)
    Horário: 10h00

    21/07: Roda de Conversa: Feminismo Negro
    Local: Livraria Vertov (Rua Visconde do Rio Branco, 835, Sala 02, Mercês)
    Horário: 14h00

    21/07: Roda de Conversa: Saberes Ancestrais das Parteiras
    Local: Livraria Vertov (Rua Visconde do Rio Branco, 835, Sala 02, Mercês)
    Horário: 16h00

    22/07: Feira do Afro-empreendedor, em h
    omenagem às mulheres negras
    Local: Praça Zumbi dos Palmares (Rua Eloi Orestes Zeglin, Pinheirinho)
    Horário: das 14h00 às 18h00

    22/07: Oficina Corpo, Voz e Movimento
    Local: Praça Zumbi dos Palmares (Rua Eloi Orestes Zeglin, Pinheirinho)
    Horário: das 15h00 às 16h00

    25/07: Arraiá das Pretas
    Local: Quintal da Maria (Av. Jaime Reis, 366, São Francisco)
    Horário: das 19h00 às 22h00

    26/07: A Mulher Negra na Universidade: conquistas e desafios
    Local: UFPR Setor de Ciências Humanas (Rua General Carneiro, 460, Edifício D. Pedro I)
    Horário: 19h00

    25/07, 26/07 e 27/07: V Colóquio de Feminismo Negro
    Local: Universidade Estadual de Maringá (Av. Colombo, 5790, Jardim Universitário - Maringá)
    Horário: 19h30

    27/07: Oficina A Saúde da Mulher Negra
    Local: Sede da Associação dos Negros Procopenses (Av. Antônio Silveira Brasil, 265, Jardim Bandeirantes - Cornélio Procópio)
    Horário: das 13h00 às 17h30

    27/07: CuTUCando a Inspiração apresenta: Slam Resistência Surda
    Local: Teatro Universitário de Curitiba (Galeria Júlio Moreira, Travessa Nestor de Castro)
    Horário: das 19h00 às 22h00
    Apoio: Feira do Poeta
    Curadoria: Gabriela Grigolom

    28/07: Dia das Princesas Negras
    Local: Espaço Salão Africanitude – Estética e Arte (Rua Angenor Antônio Rodrigues, 432, Sítio Cercado)
    Horário: 10h00

    28/07 – Roda de Conversa: “Empoderamento da mulher negra”

    Local: Feira Agroecológica de Inclusão Social Cultura e Artes (Avenida Angelo Moreira, 5030 - Umuarama)
    Horário: das 16h00 às 20h00

    29/07 – Marcha das Mulheres Negras

    Local: Parolin (Rua Professor Plácido e Silva, 860, Parolin/Em frente ao Armazém da Família)
    Horário: 14h00

    CUT-PR