Caixa Econômica

  • 12/03/2018

    Caixa informa que extinguirá Gifug em Curitiba no dia 29

    Dando prosseguimento ao desmonte do banco público, extinção prevê transferências compulsória.


    Foto: Daiane Pucci/SEEB Curitiba

    O Sindicato dos Bancários de Curitiba e região acompanhou na última quarta-feira, 07 de março, uma reunião realizada pela Caixa Econômica Federal com os empregados da Gerência de Filial do Fundo de Garantia (Gifug). Como os gestores da divisão ficam lotados no Rio de Janeiro, a reunião ocorreu por videoconferência e teve como objetivo informar os trabalhadores que a unidade de Curitiba será extinta no próximo dia 29. Os bancários foram orientados a procurarem novos locais de trabalho, por meio de um portal que disponibilizará as unidades receptoras.

    “Tal portal já foi prometido em julho de 2017, mas até agora não existe. Além disso, caso o trabalhador não encontre uma unidade com vagas disponíveis a serem pleiteadas, foi informado que ele será transferido compulsoriamente. Sabemos, de antemão, que vários empregados perderão seus cargos comissionados, mas a gestão não informa quantos nem quais, muito menos para onde serão transferidos”, explica o dirigente sindical Genesio Cardoso, que acompanhou a reunião.

    O Sindicato já cobrou, inclusive judicialmente, mas a Caixa continua negando qualquer informação oficial e por escritos sobre as reestruturações. “O clima é de total abandono, as pessoas se sentem no limbo”, destaca o dirigente. “Mas nós, enquanto representantes dos trabalhadores, não aceitaremos redução de remuneração nem transferências de município compulsoriamente. Compreendemos que reestruturações fazem parte da dinâmica empresarial, mas o que não pode acontecer é que os trabalhadores paguem a conta. Queremos respeito e dignidade!”, finaliza.

    O Sindicato está acompanhando o processo de perto e tomará todas as medidas cabíveis para defender os direitos dos empregados da Caixa.

    Renata Ortega SEEB Curitiba