Caixa Econômica

  • 21/06/2018

    Mais bancários da Caixa recebem ação de 7ª e 8ª horas

    Consultor de campo, Consultor regional de canais ou Supervisor de canais foram os contemplados.


    Foto: SEEB Curitiba

    No último dia 14 de junho, a assessoria jurídica do Sindicato dos Bancários e Financiários de Curitiba e região realizou o pagamento dos valores referentes a mais uma ação judicial coletiva que cobrou a 7ª e 8ª horas trabalhadas e não pagas como horas extraordinárias pela Caixa Econômica Federal. Inúmeros bancários já tiveram seu direito ressarcido e, desta vez, nove trabalhadores que ocuparam os cargos de Consultor de campo, Consultor regional de canais ou Supervisor de canais foram contemplados pela ação, ajuizada em 2010.

    O advogado Ricardo Mendonça explicou aos bancários que os valores recebidos neste momento são os reconhecidos como devidos pelo banco (incontroverso) desde 2005. Futuramente, ainda serão discutidos os valores controversos.

    "O Sindicato está sempre lutando pelos direitos dos bancários", reiterou Ana Fideli, diretora de Assuntos Jurídicos do Sindicato. “O Sindicato de Curitiba e região é pioneiro no ajuizamento de ações por substituição processual para o pagamento da 7ª e 8ª horas trabalhadas como extra. Desde 2006, temos reclamado judicialmente este direito. E, a cada ano, mais bancários são ressarcidos. Agradecemos a confiança no Sindicato e parabenizamos os bancários por mais essa vitória!”, resumiu Elias Jordão, presidente do Sindicato.

    Ações de 7ª e 8ª horas
    Desde 1933, a jornada do bancário é de 6 horas diárias, inclusive a de comissionados que exercem cargos técnicos. Contudo, nem sempre os bancos cumprem esta determinação. Para corrigir irregularidades, o Sindicato dos Bancários e Financiários de Curitiba e região, em parceria com o Escritório de Advocacia Declatra, ajuíza ações por substituição processual, em que a entidade é autora e substitui os bancários. O número de vitórias judiciais nesses casos é expressivo e supera 90%.

    SEEB Curitiba