Banco do Brasil

  • 29/01/2018

    Uso racional da rede credenciada é pauta no Boletim da Cassi

    41ª edição do Prestando Contas Cassi aborda a atuação das CliniCassi no controle dos gastos.

    Estudos na área de Gestão de Saúde da Cassi apontam resultados na condução do participante ao uso ordenado da rede credenciada por meio da coordenação de cuidado da população assistida pela Estratégia Saúde da Família.

    O Modelo de Atenção à Saúde da Cassi valoriza o olhar clínico e a história de vida do participante, prescrevendo exames e outros procedimentos quando realmente forem necessários. Dessa forma, evita-se a procura indiscriminada da rede e contribui para maior controle dos gastos com a saúde.

    Essa gestão da Diretoria de Saúde e Rede de Atendimento (2014/18) buscou fortalecer a Estratégia Saúde da Família (ESF) e as CliniCassi, aumentando o número de cadastrados em mais de 20 mil participantes (13%), em relação aos dados de maio de 2014, mesmo em período de restrições orçamentárias, e desenvolvendo estudos que passaram a comprovar a eficiência do modelo de promoção de saúde e prevenção de doenças definido pelos associados da Cassi após 1996.

    Se toda a população assistida pela Cassi estivesse sendo cuidada e monitorada pelo modelo assistencial APS/ESF/CliniCassi, o uso dos recursos da Caixa de Assistência seria mais racional e a população assistida poderia ter melhor qualidade de vida.

    Leia mais: 

    Contraf-CUT