Banco do Brasil

  • 07/03/2018

    Em defesa da Cassi: competência, experiência, preparo intelectual

    Sandra Navarro, coordenadora do Conselho de Usuários da Cassi no Paraná, vota na Chapa 1

    Confira depoimento de Sandra Navarro, aposentada do BB, ex-gestora, do banco, que atualmente coordena o Conselho de Usuários da Cassi no Paraná:

    Colegas do BB,

    Estamos em um momento importante para a CASSI. Momento de decidirmos sobre os rumos para esta instituição tão importante para todos. Momento de escolher uma chapa na eleição que se aproxima.

    Olhando as quatro chapas concorrentes, vejo colegas dedicados e bem intencionados em todas elas. Tomar a decisão em quem votar não é fácil.

    Refleti muito e conclui que precisamos de novos olhares sobre os problemas antigos da CASSI, mas não temos o direito de correr riscos com experimentações. Acredito que uma instituição como a CASSI precisa de um corpo gestor ousado na elaboração de projetos, conservador na análise desses projetos, responsável em sua aprovação e consequente na implementação do que foi aprovado.

    Optei pela Chapa 1, por entender que essa chapa reúne os colegas com essas características. Gostaria de destacar a qualidade, especialmente, de três participantes da Chapa 1, pois são colegas cuja atuação pude acompanhar.

    O Willian Mendes, hoje candidato à reeleição a Diretor de Saúde, já foi representante dos funcionários para negociações do Acordo Coletivo de Trabalho. Naquela época, como negociadora do BB, pude constatar a seriedade, responsabilidade e maturidade do Willian nas negociações.

    Como Diretor de Saúde da CASSI, Willian foi incansável no fortalecimento do modelo de saúde baseado na Estratégia Saúde da Família. E sempre se preocupou em manter um canal de comunicação com os associados, divulgando informações sobre a CASSI.

    Amaral é conhecido e respeitado por sua capacidade de negociação, apresentando sempre ponderações e argumentos consistentes. Sua experiência na gestão de entidades ligadas ao Banco do Brasil será muito útil nesta fase que vive a CASSI.

    Queria também destacar a Ana Busato, que faz um trabalho de base importante em Curitiba, o que lhe permitirá levar para os administradores da CASSI o desejo dos associados.

    O processo negocial na CASSI é complexo. É preciso defender os reais interesses dos funcionários da ativa e aposentados e conciliar esses interesses com as possibilidades, deveres e limitações da instituição. É necessário maturidade para saber quando temos que ser firmes e quando temos que ceder para avançar.

    Vejo Na Chapa 1 competência, experiência, preparo intelectual e motivação para esse desafio e para buscar soluções para os problemas que enfrentamos na nossa CASSI.

    Abraço a todos.

    Sandra Navarro

    SEEB Curitiba

Notícias relacionadas

Nenhum registro encontrado.

Últimas notícias